Centro Comercial Porto GranPlaza-Porto

A implantação do edifício do centro comercial situa-se em pleno centro da cidade do Porto nomeadamente na rua Fernandes Tomás, substituindo um marco industrial na fabricação de tecidos “A Fábrica de Sedas José Francisco Nogueira”

A proposta para o interior do centro segue uma linha de pensamento voltado para uma intervenção de ruptura com os actuais e banais centros comerciais os quais seguem critérios que após um certo período de tempo não mostram nada mais do que estamos habituados a ver. A intenção de “intemporalidade” por nós assumida, remonta-nos a uma época que marcou um ponto charneira no “modus vivendi” do homem moderno. Falamos no período de transição dos anos 50 a 60 onde a vontade de criar e marcar diferença está aliada com o desenvolvimento da cidade funcionalista e mecanizada, onde o homem procurava a todo o momento acompanhar a máquina, onde muitas dessas vontades expressas vêem hoje a luz dia, logo, tornando-as intemporais. Actualmente vemos como essa época deixou marcas profundas na nossa sociedade, tanto na arquitectura onde observamos obras contemporâneas com claras influencias desses mesmos anos, assim como, na moda, no design gráfico e industrial onde constantemente estão a ser reproduzidos objectos que outrora foram réplicas, e estão agora perfeitamente contextualizados no nosso quotidiano pós-moderno.

Os pavimentos, tectos, paredes, sinalécticas e algum mobiliário foram desenhados e concebidos de forma a respeitar as premissas atrás referidas, sempre com a ideia de pontuar o espaço com informações e elementos que remontam à memória e identidade da antiga fábrica de sedas.

Cliente: Martifer     Ano de projecto: 2006     Ano de conclusão: 2007     Área útil: 4000m2     Especialidades: Iperforma (coordenação); Cristiana Pascácio (sinalética e logos); Drª Maria da Luz (Museu da Ciência e Indústria)

Tags: Porto, porto plaza, porto gran-plaza, shopping, centro comercial